♥Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010
O Monstro da Indiferença

Se eu morrer, morre comigo um certo modo de ver, disse o poeta. Um poeta é só isso: um certo modo de ver. O diabo é que, de tanto ver, a gente banaliza o olhar. Vê, não vendo. Experimente ver pela primeira vez o que você vê todo dia sem ver. Parece fácil, mas não é. O que nos é familiar já não desperta curiosidade. O campo visual da nossa rotina é como um vazio. Você sai todo dia, por exemplo, pela mesma porta. Se alguém lhe perguntar o que é que você vê no seu caminho, você não sabe. De tanto ver, você não vê. Sei de um profissional que passou 32 anos a fio pelo mesmo porteiro. Dava-lhe "bom dia" e, às vezes, lhe passava um recado ou uma correspondência. Um dia, o porteiro cometeu a descortesia de falecer. Como era ele? Sua cara, sua voz, como se vestia? Não fazia a mínima idéia. Em 32 anos, nunca o viu. Para ser notado, o porteiro teve que morrer. Se um dia, no seu lugar estivesse uma girafa cumprindo o rito, pode ser que ninguém desse por sua ausência. O hábito suja os olhos e lhes baixa a voltagem. Mas, há sempre o que ver: gente, coisas, bichos. E vemos? Não, não vemos. Uma criança vê o que um adulto não vê, pois tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo. O poeta é capaz de ver pela primeira vez o que, de tão visto, ninguém vê. Há pai que nunca viu o próprio filho, marido que nunca viu a própria mulher. Isso exige muito. Nossos olhos se gastam no dia-a-dia. É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença.


arquivado em:

publicado por αиιинα иαѕ¢ιмєиτσ às 11:22
link do post | comentar | favorito

♥☞•.¸.•*♥ Sobre o meu par perfeito ♥*• .¸.•
αℓѕ∂м รє๓קгє lยtคภ๔๏ ק๏รร๏ ςคเг, є ןá ςคเ ๓ยเtคร שєzєร, ๓คร єย ๓є lєשคภt๏ รє๓קгє, ש๏ย คté ๏ Ŧยภ๔๏ ๔๏ ק๏ç๏, ๓คร гєt๏гภ๏ รє๓קгє, ςђ๏г๏ ๓ยเtคร є tคภtคร שєzєร láﻮгเ๓คร tєเ๓๏รคร ợยє เภรเรtє๓ є๓ ςคเг, คté ๓єร๓๏ ﻮยคภ๔๏ єย ภã๏ ợยєг๏ є ภã๏ ק๏๔єгเค. ๓คร, คเภ๔ค ς๏ภŦเ๏ ภย๓ ร๏ггเร๏, รєןค ๏ ๓єย ๏ย ๏ รєย. ןá เภรเรtเ ๓ยเtคร שєzєร ק๏г ๔єรเรtเг, ๓คร ς๏ภtเภย๏ ק๏г คợยเ. ๓ยเtคร שєzєร ย๓ค คภﻮยรtเค, ย๓ค ๓єlคภς๏lเค, ย๓ค tгเรtєzค, ย๓ค ร๏lเ๔ã๏, ย๓ค รคย๔ค๔є ๔๏เ tคภt๏ ภ๏ קєเt๏ ợยє קคгєςє ๔๏єภçค รє๓ ςยгค ợยє ภã๏ ๔єเאค שєг ๏ Ŧยtยг๏. єย คггคภς๏ lá ๔є ๔єภtг๏ ย๓ค Ŧ๏гçค ợยє คเภ๔ค єאเtє, lєשคภt๏, รคςย๔๏ ค ק๏єเгค є ๔๏ย ค ש๏ltค ק๏г ςเ๓ค... ครรเ๓ ς๏๓๏ ๏ร קáรรคг๏ร ภã๏ שเשє รє๓ ๏ ςéย; ครรเ๓ ς๏๓๏ ๏ร קєเאєร ภã๏ гєรקเгค๓ รє๓ ค áﻮยค; ครรเ๓ ς๏๓๏ ๏ קlคภєtค ภã๏ єאเรtє รє๓ ๏ ยภเשєгร๏; єย ק๏รร๏ ๔เzєг ς๏๓ t๏๔ค รเภςєгเ๔ค๔є, ợยє ภã๏ שเש๏ รє๓ ש๏ςê. קคгค รє๓קгє รєгє๓ lє๓๒ค๔๏ร, ﻮยคг๔ค๔๏ร є๓ รєย ς๏гคçã๏ є є๓ รยค ๓єภtє. ๔єรรє ς๏гคçã๏ ש๏ςê ๏ยשเгá คקєภคร קคlคשгคร ๔є ค๓๏г, ςคгเภђ๏ є คק๏เ๏. שเשค ςгєรçค є єภשєlђєçค ๔๏ ๓єย lค๔๏... єย tє ค๓๏ ๏ภtє๓, ђ๏ןє, ค๓คภђã є รєmpre. E não me esqueço nunca do dia 10/03/2008... siทτσ sαυ∂α∂єs... ρσrqυє σ вєм qυє αℓgυєм ρσ∂єriα rєcєвєr, rєcєвi ∂є τi. σ мєℓнσr sσrrisσ ทσ мєℓнσr мσмєทτσ vc мє ∂єυ. qυαทταs vєʑєs ρrσcυrσ мσsτrαr-мє вєм, siмρℓєsмєทτє ραrα q´ vc ñ sє ρrєσcυραssє αiท∂α мαis cσмigσ. єυ sєi q´cσм σ sєυ cσrαçãσ єทσrмє, vc sємρrє αrrαทנαrá мστivσs ρrα мє ƒαʑєr sσrrir. qυєriα τєr α cσทƒicçãσ ∂є ∂iʑєr q´ αмαทнã, ℓσgσ cє∂iทнσ, irємσs ทσs єทcσทτrαr є ραssαr σ ∂iα iทτєiriทнσ נυทτσs. є αssiм τσ∂σs σs ∂iαs, τσ∂αs αs нσrαs є σs мiทυτσs ρσssivєis... qυєrσ τє αgrα∂єcєr, αנυ∂αr єм ƒiм, τє ∂ємσsτrαr ∂є αℓgυмα ƒσrмα q´ ñ єsqυєçσ, q´ נαмαis єsqυєcєrєi σ q´vc ƒєʑ є ƒαʑ ρσr мiм. נαмαis єsqυєcєrєi σs єทsiทαмєทτσs q´vc ραssσυ є cσทτiทυα ραssαท∂σ cσм sєυ נєiτσ вσทiτσ, siмρℓєs, нσทєsτσ є нυмiℓ∂є ∂є τrαταr τυ∂σ є τ∂σs. cσмσ τє rєcσмρєทsαr !? cσмσ єsqυєcєr σ αмσr q´ vc мє ∂єυ є мє ∂á? ρєrgυทταs ñ cαℓαм α мiทнα cαвєçα... qυєrσ q´ sαiвαs q´ τє αмσ мυiτσ є q´, мєsмσ ∂є ℓσทgє, τσrçσ ρrα q´vc σвτєทнα êxστσ є sєנα мυiτσ ƒєℓiʑ єм τσ∂σs σs cαмiทнσs є єscσℓнαs q´∂єsєנαr sєgυir.
♥pesquisar
 
♥mais sobre mim
♥Fazer olhinhos
♥links
♥posts recentes

PRECISAM-SE LOUCOS!!!

Biscoitos roubados

Meu pai, meu amigo

Beije muito

HÁ MOMENTOS NA VIDA

Pausas da vida

10 LINHAS PARA VIVER

ATÉ OS CANALHAS ENVELHECE...

Um grande amor

O MUNDO SEM AS MULHERES!

NA VIDA É SEMPRE BOM DAR ...

IMAGINE A VIDA COMO UM JO...

A ilusão do reflexo

Livre arbítrio

Parábola da rosa

De tudo ficam três coisas...

Crônica do Amor

Só DEUS!

Limpando as gavetas

∂єѕρєяταя ∂α vι∂α

Aos que não casaram...

O valor do sofrimento

Para que serve uma relaçã...

Se eu morrer antes de voc...

Respostas de Deus

Idades da mulher

O que dá sentido à vida

A faixa preta

Pra recomeçar

Para que serve um amigo?

A vida humana no jardim d...

Controlar a raiva

O preço do amor

Juventude Eterna

Janelas da Vida

Muitos dormem e poucos de...

FASCINANTE PARA MIM É...

O Monstro da Indiferença

Precisa-se de loucos

A hora de ser feliz

Amor e felicidade

Crie a sua realidade

Tristeza

O que mais sofremos no mu...

Tenha sonhos!

O direito à fantasia

Sabe o que eu mais queria...

Um Mundo de Sentimentos

Como aliviar a dor do que...

Ouça seu coração

♥arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

♥arquivado em

algumas palavras(1)

amizade(8)

amor(35)

amor♥(25)

deus(1)

filmes que eu gosto(44)

mensagens engraçadas(1)

mensagens variadas(80)

meus sentimentos(2)

numerologia(2)

para os solitárioe(8)

reflexão(57)

reflexão4(1)

saudade(1)

saudades(1)

vida(40)

todas as tags

♥subscrever feeds
♥as minhas fotos
blogs SAPO